A cineasta Adriana L. Dutra, fumante há mais de vinte anos, decidiu parar de fumar no réveillon e foi acompanhada por uma câmera, como se fizesse parte de um reality show, que mostraria as reações causadas pela abstinência da falta do cigarro. A partir daí, ela dirigiu o documentário Fumando espero, que trata da história do tabagismo desde a descoberta do tabaco e como o grande poderio industrial tabagista funciona atualmente.

Permeado por entrevistas com personalidades da TV, Cinema e Jornalismo, o filme traz ainda especialistas de saúde e representantes de associações ligadas à saúde pública.

21_MHG_cult_fumandoespero

O título do filme vem da música homônima gravada por artistas como Carlos Gardel, Dalva de Oliveira e Sara Montiel, esta última versão tocada durante o documentário, inclusive.

Com um início didático, o filme traz dados desconhecidos por muitos como a descoberta do tabaco, com início de sua manufatura e como a indústria ganhou extrema força com a propaganda em todos os meios, inclusive o cinema hollywoodiano com seu glamour esfumaçado.

Estima-se que exista, atualmente, 1,2 bilhão de fumantes no mundo e Adriana tenta desvendar o fascínio que tal vício causa em seus dependentes, mediante depoimentos de fumantes, ex-fumantes e não fumantes.

filmes_425_Fumando Espero 7

O prazer oferecido pelo cigarro reveza-se com declarações da árdua tarefa de largar o vício, visto que muitos especialistas garantem que não existe uma forma mágica. Em certo momento, uma entrevistada declara que o cigarro é mais do que um companheiro, é um amante, pois está presente nos melhores momentos, como depois das refeições e depois do sexo.

Trazendo mais ex-fumantes que fumantes propriamente ditos, Fumando espero ainda traz algumas inserções animadas que explicam alguns dados históricos e curiosos sobre o cigarro, além das inúmeras imagens de arquivo cinematográfico, televisivo e propagandístico que envolvem o tema. No meio disso, a diretora permeia com a saga em sua luta para largar o vício com tratamento médico e terapia.

Atores como Rita Guedes, Herson Capri, Ney Latorraca e Eduardo Moscovis, os diretores Carla Camurati e Neville D´Almeida, a cantora Miúcha, o publicitário Washington Olivetto e os jornalistas Scarlett Moon e Mário César Carvalho são algumas das figuras que contam sua experiências e opiniões sobre um dos vícios mais complexos de ser abandonado, segundo os médicos.

fumandoespero

Abordando o tema de forma mais didática, Fumando espero explica as reações químicas produzidas no organismo que causam a sensação de prazer e que categorizam o tabagismo como uma dependência mais forte do que muitas outras drogas. Isso é colaborado, inclusive, pelas propagandas fantasiosas e pelas inescrupulosas ações da indústria tabagista mundial.

Em época de Lei Anti-Fumo, o documentário poderia explorar mais o tema, mas se atrela em um programa não tão sério sério, sem altas pretensões, sensacionalismos ou lições de moral. A verdade está ali, dando ao espectador os dados básicos que ele deveria saber antes de dar a primeira tragada em um cigarro. Cabe a ele fazer (ou não) a escolha e é justamente esse ponto tocado quando se fala de propagandas ligadas ao fumo, com suas influências ligadas a crianças e adolescentes. É mais um dado preocupante, visto que metade dos brasileiros começam a fumar entre 5 e 19 anos, segundo o documentário.

As doenças causadas pelo fumo são tratadas com seriedade, porém de forma tímida. Entra aí a discussão do fumo passivo, que é três vezes mais perigoso que aquela inalada pelo fumante comum e forte causadora de câncer, uma das principais doenças causadas pelo cigarro.

A diretora foca, a partir daí, na fumicultura (plantio de tabaco) e nas artimanhas utilizadas pelos grandes corporações para lucrar a todo custo. A diretora foi atrás, inclusive, dessas empresas para ouvir o outro lado da questão, mas foi impedida de gravar ou conversar com alguém.

Fumando espero é um filme que faz pensar em como o cigarro transita entre o grande amigo e inimigo de toda uma sociedade, tanto nacional como mundial.

Anúncios